Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prata

Anjos vêm do céu e vestem prata
E suas asas são discos voadores
Ela foi ao Oriente, conversou com os anjos
E comprou um bilhete para o paraíso
Agora ela é um anjo caído em luxúria
Que na solidão toma antidepressivos
Eu quero entrar no seu paraíso

Ela é amiga dos alquimistas
Que transformam pedras em bijuterias
Seu quarto é uma loja de especiarias hindus
E fragmentos de arte pré-colombiana
Pilota uma máquina tecnológica
Em uma agência de viagens astrais
Eu quero entrar no seu paraíso

Seu olhar é vertigem para quem o contempla
Seu corpo é miragem de uma deusa egípcia
Ela é cortesã dos astronautas
E conhece a senha para sair do inferno
Dança como odalisca, de forma misteriosa
E seu movimento expande o Universo
Eu quero entrar no seu paraíso

Ela esteve em outros mundos
É sacerdotisa de rituais secretos
Que agora veste prata como os anjos
E define o amor como mero objeto
O mais valioso que se pode cantar
Ela é o verso maior da minha canção
Do meu rock and roll que morreu
E que um dia ainda vai reencarnar
E se antes eu era um viajante indeciso
Hoje eu só quero entrar no seu paraíso
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 27/08/2007
Código do texto: T625652
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6217 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:23)