Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CADÁVER SUBLIME

Dissabor a bordo
Só tu e eu
Como o tempo parava
Na vaga do silêncio
E as nuvens no ouro da noite
Rolavam à volta do sonhos da gente
Tu e eu olhávamos a vida retida
Em retina espairada na íris
A fechar-se em pálpebras carregadas
Do sono de amor.

Eu eu provava o sereno
A seguir ao sonho
E tu odiavas a morte já lida
Num futuro previamente risonho
Acordar tarde e dormir depois do amor
Em dias seguidos
Sem esperança
De chegar a qualquer volta
Das nuvens mais além.

Eu fiquei-me a queimar na noite
Tu seguiste o dia ardendo loucura
E nunca estavas onde adormeci.
Gilberto Cardoso
Enviado por Gilberto Cardoso em 07/09/2007
Código do texto: T642399

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Cardoso
Portugal, 48 anos
91 textos (2874 leituras)
1 e-livros (54 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 16:45)
Gilberto Cardoso