Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHOVE-S

     
    SE NÃO BASTASSE O FRIO DIZENDO QUE TUDO ESTÁS CINZAS.
                    QUE O TEMPO MUDOU E QUE ME PERDES.
MESMO ASSIM NÃO POSSO SAIR DAQUI.
POR MAIS QUE TENTEI FENDAM AS SALDADES.
CHAGAS POR DENTRE MEUS ANOS AQUI.
NÃO FOI NADA,MÁS DEIXEME VER TAIS MALDADES.

ENQUANTO ARDES NO CALOR DESTE CORPO QUE CHAMAS,
POR UM LUGAR SECO E ILUMINADO,
AS PEGADAS FICARAM ENQUANTO TENTEI PROUCURAR,
POR GOTAS DE CHUVAS RALIANDO MEU CHÁ.

        OS PÉS DE OTÉROM BATEM NA AGUA REFLETINDO A LUZ,
               ENQUANTO PREGOS FINCADOS SETAM A CRUZ.
             ATINGINDO A DOR QUE ANTIAGODAS DIZ PREVER,
                JÁ NÃO DAVA MAIS PARA TE DEIXAR MORRER.

VOÇÊ NÃO SABE COMO VOLTAR PARA CASA E EU ANDO EM CIRCULOS
  AGORA QUE CAI UMA FINA CHUVA.





DIEGO HUXLEY
Enviado por DIEGO HUXLEY em 09/09/2007
Código do texto: T645141

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DIEGO HUXLEY
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
221 textos (11169 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 10:44)
DIEGO HUXLEY