Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABSOLUTA IGNOMÍNIA

Cansado,
               Sofrido,
Sozinho,
                 Doído,
Premido,
                Perdido,
Vivido,

Desejo  escondido...
Viés ambulante na busca constante,
Gesto agonizante de pobre intinerante...
E foi sem motivo sugado no tempo,
Sem luz no momento sem roupa,
Sem pão.
Gritou pela rua mas não foi ouvido,
Bradou sem sentido  e pagou sem razão.
Foi resto,
               Sem sorte,
Foi homem sem  norte.

Vagou sem carinho em busca do nada,
Foi simples dejeto não teve morada,
Morreu soluçando na beira da estrada.

CRS 09.09.07
TEACHER
Enviado por TEACHER em 09/09/2007
Reeditado em 12/07/2008
Código do texto: T645426

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TEACHER
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
158 textos (8045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 21:52)
TEACHER