Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM DESEJO

Quisera poder ver o mundo
pelo olhar de uma criança,
sem o brilho falso de córneas adultas.

Faria então dos meus versos
uma alegre brincadeira
de pique-esconde:

De  olhos vendados, contaria até dez,
saindo desembestado
à procura de amigos escondidos...

Quisera ter a inocência de uma criança
despregada da lógica
que maltrata a mente adulta.

Ocultaria então os meus monstros
dentro de uma caixinha mágica
de onde jamais sairiam.

E envolto nessa magia
Tocaria as nuvens com as mãos
E as comia como algodão doce.

Deixaria com o  Roy Rogers
as algemas do inconsciente
para também ser bom  mocinho.

E os delírios compulsivos?
esses ficariam confinados
no laboratório do Dr. Silvana

Até que a humanidade os percebesse
como uma reação normal,
vivenciando-os numa boa...

Quisera ter o brilho
do olhar de uma criança!
Ah como quisera ter a sua inocência!
Cyro Mascarenhas
Enviado por Cyro Mascarenhas em 11/09/2007
Código do texto: T648550

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para http://recantodasletras.uol.com.br/autor_textos.php?id=17639). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cyro Mascarenhas
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 73 anos
1387 textos (129647 leituras)
2 e-livros (860 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 23:45)
Cyro Mascarenhas