Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FLORESTA SEM PRIMAVERA


Tu floresta da Amazônia é triste.
Em toda a tua majestade encobres com teu vigor a frustração
De não possuíres a estação que embala sonhos,
Com perfume das mil cores de inúmeros amores.

É o preço que paga, conforma-te.
Apesar do teu Império, não podes ter tudo a ti subjugada.
Chora mata, pois em teu ano,
Não tens a multicolor estação das flores.

Contenta-te com o inverno
Que enche teus leitos de água límpida e pura
De rios caudalosos que estão aos teus pés
E te banha de devaneios com os sentimentos sinceros
Da chuva que cai e a beleza da Lua.

Anima-te com o verão,
Aquele que o Sol te fecunda,
Com o calor que lhe é próprio,
Enchendo-o teu verde de esplendor e brilho.
Alegra-te, pois tens com isso, exclusiva fama.

Não tens as mil cores unidas,
Nem diversos perfumes das flores
que se misturam de uma única vez.
Mas possui grande verde, ar puro e calor.
Se ainda assim não estás feliz
É porque apesar disso, desconhece o amor.
Mhayah (Máyah Perez)
Enviado por Mhayah (Máyah Perez) em 29/09/2007
Reeditado em 25/04/2008
Código do texto: T673867

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mhayah). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mhayah (Máyah Perez)
Manaus - Amazonas - Brasil
166 textos (34985 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 15:57)
Mhayah (Máyah Perez)