Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vozes Estranhas

Eu ouço vozes estranhas
Que me despertam na madrugada
Eu fico acordado e com fome
Porque eu tenho medo de comer
Uma fruta que pode estar estragada
Eu estou transtornado

Eu ouço vozes estranhas
Que invadem meus pensamentos
Eu procuro por água abundante
Eu tenho medo de me contaminar
E lavo minhas mãos a todo o momento
Eu estou muito transtornado

Eu ouço vozes estranhas
Que me atormentam noite e dia
Eu tranco a porta diversas vezes
Pois eu tenho medo de ficar só
Quero alguém que me faça companhia
Eu estou deveras transtornado

Eu ouço vozes estranhas
Que me deixam à beira da lucidez
Eu verifico se tudo está certo
Porque eu não tenho certeza de nada
E volto para saber se está certo outra vez
Eu estou profundamente transtornado

Eu ouço vozes estranhas
Que engolem minha voz quando tento dizer
Que eu quero ver Deus
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 08/10/2007
Código do texto: T685276
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6217 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:21)