Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A mesma

Acho que me reconheci,
Por um rápido instante...
Me reconheci...

Foi tão estranho...

As minhas dúvidas sobre mim...
Os meus questionamentos...
O teatro acabou...

Sou, sim...
A mesma... a mesma de muito tempo.
Nada mudou.

Lavei a lama que já passava do pescoço
Ignorei os lamentos
Enterrei aqueles sonhos que nunca existiram.

Feche as cortinas
É doloroso o final deste espetáculo

Quanta mentira,
Quanta ilusão...

Foi estranho,
Eu me reconheci...
Sou a mesma...

Não posso ser parte deste todo.

Vou embora depois do espetáculo.
E ninguém nem vai perceber...
Sou a mesma.

Débora Andrade  
Débora Andrade
Enviado por Débora Andrade em 14/10/2007
Reeditado em 21/06/2008
Código do texto: T693676
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Débora Andrade). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Andrade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
312 textos (15456 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 19:45)
Débora Andrade