Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O sonho

Eu vi quando o sonho me tomou em quietude
Senti o gozo desta vida dimensional.

Eu voei como todo ser contemplando aquele instante,
Borrei-me ao ser alvejado pela morte ao acordar.

Chorei quantas lagrimas possível no sonhar,
Senti-me o grande rei sem as tralhas da ostentação.

Vi o universo negro disposto a colaborar,
Nestas inúmeras obstinações que imperam o homem.

Removi obstáculos imensos e em cada fase do sonho,
Fui o forasteiro sempre pronto pra segui a grande viagem.

Caçoei dos momentos que passaram despercebidos,
Ri quando a plebe carnavalesca se envolveu com aminha canção de ninar.

Fui mito, fui sol, fui noite e luar,
Sempre sou alguém nos sonhos e não paro de sonhar

Gueko
Enviado por Gueko em 16/10/2007
Código do texto: T696290

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gueko
São Mateus - Espírito Santo - Brasil, 51 anos
810 textos (33914 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 23:25)
Gueko