Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GOSTO DE ....

Gosto de todo poetar
Que revelam nas palavras
Um sentido novo

Gosto das flores
que despertam na mente
Outros olhares

Gosto da natureza
Que tem na beleza
Seu jeito de ser

Gosto da febre que alimenta as paixões
Nos homens
A que chamamos de sentimentos

Gosto do sal
das bocas
Que alimenta as verdades

Gosto da humanidade
Que não para
De sonhar

Gosto das almas entediadas
Porque pensam e meditam
Sobre a vida e as vãs filosofias

Tenho apreço
Pelos que andam na terra
Sem norte e nem endereço

Gosto dos que rimam
Suas vidas
Sem precisar rimar

Gosto do silencio que abraça o sono
Dos que dormem
Sem medo de acordar

Gosto do humor non-sense
Que anda nas bocas dos bêbados
Filosofia desconcertante e singular

Gosto dos que duvidam
Dos que divergem,  que se recusam
A ser massa dos sistemas

Que nos ensinam
Dar um não às futilidades
E nos estimulam a pensar

Gosto de empunhar as palavras
Como se fossem espadas
Porque elas nos ajudam a lutar

Gosto dos que tentam ser melhor
E Buscam num voo livre
Os quadrantes lúdicos do ar!
Celio Govedice
Enviado por Celio Govedice em 21/10/2007
Reeditado em 10/08/2013
Código do texto: T703342
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celio Govedice
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil
1260 textos (68770 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 03:48)
Celio Govedice