Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carol E As Criaturas Da Cidade De Pérolas

Carol brinca no bosque da solidão
Com a foice e o martelo nas mãos
E as criaturas cravam pérolas em seu coração
De perversa juventude de rebeldia e paixão
Onde está sua calça jeans da Levi’s, Carol?
Tudo é fabuloso!
Tudo é diabólico e tenebroso
É preciso ser cruel e intolerante
Não existe conquista que não esteja distante
Carol e as criaturas da cidade de pérolas

Carol mergulha no rio da incerteza
Com o brinco e a tiara na cabeça
E as criaturas derramam pérolas em sua ilusão
De infame catecismo de volúpia e perversão
Quem torna pesados fardos mais leves, Carol?
Tudo é fabuloso!
Tudo é diabólico e tenebroso
É preciso ser infrene e causticante
Não existe conquista que não esteja distante
Carol e as criaturas da cidade de pérolas
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 23/10/2007
Código do texto: T706015
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6218 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 23:08)