Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Banquete


Escondo-me da burguesia assustada
Enjaulada em suas próprias fortalezas
Prisioneiros nas grades da culpa
Justiça cega segura nas mãos desvairadas.

A nobreza da alma honesta
Hasteia o dedo em riste
O nariz empinando de orgulho
Aponta para lama que escorre...

A soberba vaga sem limite
Deixam rastros infectos
Urubus fantasmas rondam
Carniças recheadas, mesa farta.

Jamaveira


Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 24/10/2007
Reeditado em 24/10/2007
Código do texto: T707689
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 63 anos
1943 textos (98292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 01:32)