Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHO E MERGULHO

Caí, despenquei
num salto ao profundo
da profana profundeza de mim
sem uso de bóia salva-minha-vida
ou vento nos pulmões,
que me fizessem velejar
sem ar, nesse mar de meus devaneios
e seios, confusos barlaventos.

Tartaruga menino
de juízos sob casco que sou!
Em minha ânsia de morrer
pra desvendar se o viver em que vivo
é o mesmo mar em que adormeço,
esqueci da touca pra mergulho.
Penetrei de cabeça no cimento do sono.
Com pesados-elos saltei da cama.

Na maré da tarde
lá vou eu, salto de novo
sem pijama, de havaiannas
(sou corajoso com elas).
Sou mergulhador de cochilo.
Me acordem se me afogar!



.

André, um Jerico
www.ideiadejerico.com
André um Jerico
Enviado por André um Jerico em 15/11/2007
Código do texto: T738106

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andre Barbosa de Oliveira www.ideiadejerico.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André um Jerico
Monte Santo de Minas - Minas Gerais - Brasil, 47 anos
56 textos (824 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 10:15)
André um Jerico