Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Das futilidades úteis numa noite inútil no mundo teu!

Não leia isso aqui!
Tuas palavras servem para causar que tipo de reação? - O mundo anda mudo-surdo-cego...

Ai! Ai! Hahahaha! Atchim! Splink! Plow!
Reações anti-terrorismo usando um tiro para ceifar duas vidas - apontaram armas contra si mesmos no espelho...

Este mar é tão looooongooopscorreguei!
Porquê opostos são atração dos outros? - Procurando sair de lugares fétidos com luvas limpas...

De volta a lúcidez partiu!
Sei lá onde anda minha sombra - se à sombra de um carvalho, se se assombra com outra sombra...

Quanto tempo perdi!
Horas passadas às pressas à frente de um computador - tudo girava tão rápido sem que eu conseguisse acompanhar...

Tantas noites em claro!
Os olhos insistiam em permanecer sem neurônios despertos - o silêncio das emoções em mim...

Inúmeras buscas vazias!
Arquivos empilhados de coisas fúteis - tantas que permanecem agregadas em meus poros, esperma e saliva...

Diálogos longamente despendiosos!
Pessoas desocupadas com suas preocupações - doei tudo de mim na busca da felicidade alheia...

Músicas, chocolates e coca-cola!
Devorava tudo ao redor por ser absorvido pelo vício - tudo não preechia o vazio do copo sem vinho importado...

Sozinho na noite e na varanda!
Sou mutante na leitura dos clássicos universais - e-mails entupidos daquelas porcarias de propagandas e cinco blogs limpos de comentários...

Velhos hábitos mortos ressuscitam!
Fotografias ao chão da minha saudade trazem você - páginas amareladas dos velhos diários assombram-me à noite...

Longas viagens que jamais fiz!
Tão longe fica meu coração que trens descarilam dele - rotas invertidas afastam minha liberdade...

Amizades inimigas sem choro!
A urgência do retorno do telefonema é de seu interesse - aqui não toca nem bandas marciais...

Dúvidas da vida!
Se partir irei para onde o vento me levar afora o que não me satisfizer - se ficar para onde irei sozinho?...

Encontro o que não busco aqui!
Sonho ser livre de mim mesmo - apenas perseguirei a liberdade...

Alimentando ilusões!
Vem cá, preciso que fique comigo mais tempo - jamais dividirei minhas reais intenções...


Canindé, CE.
22 de Novembro de 2005.

Design by Apollu Stefanno
Copiryght

Copyright by Apollu Stefanno
Enviado por Copyright by Apollu Stefanno em 22/11/2005
Reeditado em 22/11/2005
Código do texto: T74901

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar meu nome e link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Copyright by Apollu Stefanno
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 40 anos
89 textos (4860 leituras)
1 e-livros (124 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:38)
Copyright by Apollu Stefanno