Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ruína

Ruir
para dentro da alma vazia

arrancar as máscaras
venezianas.

Andar à toa
farfalhar

copular
no remanso das horas

nas ancas
de um desconhecido

a dança frenética de corpos
em acordes doces de violão.

Punhais em brasa
em noites juninas.

Transformar andrajos
em linho e seda pura

androceu em flor
- perfume -

caduceu da primavera.

Comungar eflúvios
de uma dama

inebriar-se
sem preconceito

no divã do analista
de êxtase e catarse.
Verônica Partinski
Enviado por Verônica Partinski em 29/11/2007
Reeditado em 29/11/2007
Código do texto: T757495

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Partinski
São Paulo - São Paulo - Brasil
361 textos (12828 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 06:14)
Verônica Partinski