Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gigante Pela Própria Natureza

Engano-me com minhas próprias mentiras
Depois elevo a minha dita nobre auto-estima
Sim! Eu sou grande, não só penso, eu sou!

A mim não se compara nem mesmo Gulliver
Aos meus pés reverenciam-me Zeus e Júpiter
Ah! Eu posso ser maior, não só posso, eu sou!

Sou gigante... Não caibo em meu próprio egoísmo!
Pensam que sou exacerbado demais... Estão certos!
A quem não me conhece, meu desprezo e meu cinismo!
Sou o espelho dos maiores feitos... Sou o herói desperto!

Sou imensurável... Comparo-me à minha megalomania
Consideram meu Q.I. elevado... Não há como negar!
Minha grandiloqüência traduz-se em frustração e alegria
Sou imponente demais para minha mesquinhez suportar
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 07/12/2007
Código do texto: T768230
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6218 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 14:32)