Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Decadense avèc elegance

                                               
           
Sua nudez é completa sob o traje “black tie”
Dentro dos sapatos de cromo os pés continuam descalços
O “Rolls Royce” engasga com a gasolina adulterada
O festejado bom gosto não é mais que mera ostentação
O “whisky” absurdamente caro dá porres como a mais vagabunda das cachaças e
O “champagne” tão exclusivo será mijado como a mais barata das cervejas
A alimentação sofisticada é apenas combinação de vegetais contaminados e carcaças de animais imundos
Os dólares sigilosamente guardados são falsos
Falsas, também, são as jóias orgulhosamente exibidas pela cadela apresentada como esposa
Os quadros, tão caros, coitados, são apenas borrões de tinta sobre tecido que começa a esgarçar
A fortuna assombrosa não é mais que dinheiro inescrupulosamente tungado aos desavisados
Amigos? Ah, não! Apenas busca de vantagens
A amante é fiel ao dinheiro porque o coração e a vagina há muito pertencem a outro
Os perfumes tão especiais são apenas vãs tentativas de disfarçar o bodun
As grosserias continuam a existir sob o verniz da sofisticação
O diploma universitário  e o pós-graduação não extinguiram a ignorância
Falar várias línguas não ensinou-lhe dizer nada ao coração
A declarada religiosidade não é fé mas sim, medo do inferno
E a honestidade tão meticulosamente alardeada jamais passou de medo da prisão
Dario Castellões
Enviado por Dario Castellões em 30/12/2005
Código do texto: T92396
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dario Castellões
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
26 textos (2350 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:29)
Dario Castellões