Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Rosa Queimada

(minhas "poesias" são na vedad letras de música)

Eles brigam pela verdade
Mas eu te conto o que é real
Vale tudo no amor e na guerra
E tudo o que eu fiz eu faria de novo

De novo e de novo
(Advinha de quem eu to falando?)
De novo e de novo
(Da crueldade ao que é infiel)

E agora eu te digo
Esta é a rosa queimada
A rosa que eu carrego
Que eu resolvi plantar
Depois de anos de inverno
Mas ela não nasceu
(Não sei porque não nasceu)
Eu me sinto tão suja por dentro
Eu me sinto triste e infeliz

- Você defende ela porque você ama ela -
- Você faz isso por amizade -
- Mas você não pode pensar isso de mim -
- Porque eu não sou, eu não sou isso que você pensa -
- Eu não sou assim -

Eu sofri com isso de verdade
E eu não vou deixar meus poros expulsarem
O que a verdade vai acarretar
Não preciso de um orgulho sujo
Não faço isso por mim
Eu faço por quem eu amo
E essa é a verdade
(Se não entender eu explico outra vez)
Se é o que você prefere
Eu acho que é melhor assim
Se é o que te faz feliz
É melhor que você seja
Eu nunca não me importaria
Eu nunca seria tão impassível assim
(Porque eu já fiz isso, sei como é estar nisso)

Eu não pretendo usar ninguém
Porque as coisas sempre voltam
E eu prefiro uma verdade dolorosa
A uma mentira agradável
Se você vai ser feliz dessa forma
Eu prefiro queimar na fogueira
Vale tudo no amor e na guerra
E o meu amor por você
Só quer ver você sorrir

Não há felicidade onde não há felicidade
aark cianwood
Enviado por aark cianwood em 28/01/2006
Código do texto: T105302
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
aark cianwood
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
18 textos (499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:27)
aark cianwood