Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IRONIA

Um dia o vento zombou de mim
dizendo que passei a vida só
nesta correria sem fim,
e que de mim tinha dó.

E eu me irritei, e ele disse,
justificando o seu parecer,
que estava também condenado a correr,
mas não por um fim que ele mesmo exigisse.

E disso que ria, desta ironia,
de mim e do mundo que não tem o tino
de que o fim da pista é vã fantasia
e que a corrida é nosso destino.

Depois despediu-se, saiu porta afora.
Deixou-a aberta...
Eu fui até o portão,
procurando o vento.
E só vi naquela hora uma flor
brotando na relva, em meio à escuridão...

Lucilla
em 11/03/1986

DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS. PROIBIDA A REPRODUÇÃO, CÓPIA OU PUBLICAÇÃO SEM A AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DA AUTORA.
Christina Nunes
Enviado por Christina Nunes em 30/01/2006
Reeditado em 26/09/2006
Código do texto: T105982
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Christina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
569 textos (125857 leituras)
8 e-livros (5720 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:21)
Christina Nunes