Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A melodia da águas

Não me surpreendem os trigais de ouro coalhados,
povoando de vidas inocentes momentos radiantes,
seus caminhos, bem os conhece a alma dos prados,
peregrina do amor nos  jardins celestes migrantes!

Bem  como a melodia das águas que vertem velozes
sulcando leito dos rios com suaves e sagradas vozes,
canto, vibro e me faço encantar banhada em bênçãos,
tão antigas, tão futuras e eternas, enlevando cristãos!

Não me permita  Deus esquecer dos dons da aurora,
entranhados no meio dos meigos olhos da primavera,
calada em seu perfume que tantos gorjeios divinizam,
e no cântico dos cânticos bulícios de pedra paralisam!

Amanhã, toda a passarada cantora de mim lembrará,
pelas marcas de sol que minha alma deixou na seara
a mim destinada para procriar,  proteger e alimentar,
com seiva sagrada da natureza eternamente a semear!

Santos-SP-11/03/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 11/03/2006
Código do texto: T121679
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 21:58)
Inês Marucci