Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARGARIDAS PODRES.

Amanhece.
É primavera,
 Perco a hora,
O metrô me espera.

Passo a vida
E germinando nela,
O anseio insalubre
De um gorduroso “hamburger”,
O passar esperto
Pelo escuro túnel.

Entardece,                          
É outubro,
Perco vida
Nos grafites dos muros,
E na televisão (porca visão),
E o  mundo  passando
Entre túneis horrendos,
Que passam estremecendo,
E esmagando as flores,
Dentre as mais belas,
As margaridas podres.

   (D’Eu)
Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 21/04/2005
Código do texto: T12386
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20819 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 22:50)
Sidnei Levy