Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Liberdade Eterna

Nasceu  liberta  para peregrinar no recanto
onde afloram enlevos e mais deslumbramentos,
a força astral dos mais nobres sentimentos,
encheu de Luz a minha ânsia mais secreta!
 
Eu minh’ama, minh’alma eu, nasci no amor,
o domínio supremo do silêncio me recorda,
d’strelas reunidas boiando n’oceano da vida,
o meu olhar iluminando, quanto esplendor!
 
Diáfano orvalho pleno agasalha essa alma,
que debaixo da asa  do céu levita na chama,
transfigura alegria divina aos risos sonoros,
sem aventurar, quais sonâmbulos inseguros!
 
Rebentando em flor e alegria  não contendo,
sigo passos imortais que o Papai me deixou,
tal mendigo catando migalhas,  vou sorrindo
e plantando as sementes como Ele ensinou!
 
Os braços da Paz me entrelaçam eternamente,
então eu canto e as florescências arrebentam
n’alma o sagrado acorde que  anjos acordam,
nasci do supremo amor, sou um ente celeste!

Santos-SP-25/03/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 25/03/2006
Código do texto: T128097
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:35)
Inês Marucci