Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Musa Eterna

Lembro quando ao entrares à festa
Minha musa momento juvenil presente
Enxerguei-a em bela ternura pura.

Mas intrépidas mãos entrelaçadas
Proibido ao assustado participar
Susto só fez a mim foi ruim.

Justo eu que reparei na forma aura
Admirei mas não ousei ávido fitei
E sim para ti ter irmã flertei enamorei.

Dancei não naveguei como desejei
Hesitei ao encontro fortuito acaso
Daí um passe uma pergunta o encanto.

Senti forte o pulsar solicitar
Dentro de mim revelar
Era chegada à hora relutei.

Mas alma entreguei busca gêmea
Taça luz divina seduz abençoados reencontros
Que já do antes sempre transcende resgate chamamento
Das vividas eras nós eternos apaixonados amado amantes.

Julio Sergio
Recife-PE.
Julio Sergio
Enviado por Julio Sergio em 26/03/2006
Reeditado em 13/04/2008
Código do texto: T128589
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedoautor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Sergio
Recife - Pernambuco - Brasil, 61 anos
522 textos (121133 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:13)
Julio Sergio

Site do Escritor