Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
La Barketo  ( o barquinho, pequeno barco)


Iras...  iras...  la barketo... trankvile
sur la ondoj  de longa rivero
La remiloj batas la akvon, sonante
Ilin gvidas, la viro, silenta
Sed la barketo iras... iras... senkonscie.
pro tio, ke la viro ne kalkulas
al kie iros la barketo, li mem ne scias
Sed li jam  revas pri la nova vivo
kie ne plu ekzistas milito nek mizero
Li forlasas sian hejmon, kun la espero
trovi iun paradizon, en la estonto.
Do, la barketo iras... iras...
kaj malaperas en la blua horizonto..

Tradução / traduko:

O Barquinho
Vai... vai... o barquinho, tranquilamente
sobre as ondas de um rio comprido, longo
Os remos batem na água, ecoando
O homem os guia, em silêncio (silencioso)
Mas o barquinho vai... vai... insconscientemente
por causa que o homem não calcula
para onde vai o barquinho, ele mesmo não sabe
mas ele já sonha com (sobre) uma nova vida
onde não mais exista guerra nem miséria.
Ele abandona seu lar, com a esperança
de achar algum paraíso, no futuro.
Então, o barquinho vai... vai...
e desaparece no horizonte azul...


Victoria Magna
Enviado por Victoria Magna em 26/03/2006
Reeditado em 15/05/2006
Código do texto: T128733
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Victoria Magna
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
329 textos (130058 leituras)
1 e-livros (99 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:12)
Victoria Magna