Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Descoberta

Disseram a um homem que
Ficasse sentado à beira de
Um grande rio e esperasse
As respostas para perguntas
Que ninguém sabia respostas.

O homem era moço e não
Deu importância àquilo.

Passou-se o tempo,
O homem moço tornou-se
Ancião e, em seu interior,
Havia mais perguntas sem
Respostas que quando jovem.

Um dia já velho e cansado
Sentou-se, por acaso,
À beira de um grande rio
E ficou olhando na água
O reflexo do pôr do sol.

Tinha esquecido o que lhe
Disseram quando jovem.

Certo dia o Rio falou com ele
E desde então há sempre
Um velho à beira de um grande rio,
Até que o velho morre
E o Rio fica a esperar.
Sebastião Alves da Silva
Enviado por Sebastião Alves da Silva em 08/04/2006
Código do texto: T135606
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Alves da Silva
Imperatriz - Maranhão - Brasil
687 textos (27272 leituras)
2 áudios (87 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:48)
Sebastião Alves da Silva