Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viajante do tempo

Eu, tão simplesmente do tempo um pedaço,
partícula insignificante do pleno espaço,
ou talvez o irrestrito complexo universo,
cansado e envelhecido em sono fatigante,
que a noite, tão somente ela, um presente
que adocica a alma, descansa plenamente
meus passos conquistadores  dos  rumos
perdidos, calando prantos mais íntimos!
 
Recuperei-me quando a noite selou horas
anciãs que arrastaram sonhos pelas beiras,
reparando e expandindo arestas marcadas!
Vou ao encontro do tempo que abre túneis
iluminados, alargando esperança em anéis
juncados intermitentemente nas estradas,
companheiro da peregrinação continuada
desbravando o  espaço eterno desta vida!
 
Este tempo velho, fracionado em facetas,
adiante  me  encontrará buscando metas
e juntando pedaços de mim dispersados,
lágrimas rolarão do céu em tons brandos
e tal vela muito aberta,  meu pensamento
peregrinará desvairado nas asas do vento,
cúmplice do tempo amigo de horas antigas,
que fiel me esperou e deu-me suas cantigas!
 
Rostos e galhos viris, lutaremos como flores,
brotando no pântano entre espinho e amores,
almas entre encontros e desencontros casuais,
voaremos como águias, haja céu sempre mais!,
para florescerem jornadas floridas e benditas,
agasalhando-se o frio nas longas asas divinas,
num  tempo de horas imensuráveis e serenas
a nos seguir,  mesmo nas vastidões desertas!

Santos-SP-11/04/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 11/04/2006
Código do texto: T137529
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:02)
Inês Marucci