Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Escuro

A luzente luz do sol
escurecia meu semblante
aos olhos nus
que se fechavam
a aproximação de sua silhueta

No abrigo da tua sombra
corpo repousa
n'um relâmpago
vai embora
asfalto derrete as lágrimas...

Pálpebras pesadas
insistem em mostrar a vida
que se ia,
enquanto os raios do sol
enegrecia...

Sirenes, multidão, torpor...
Sinfonia de ninar
lembranças vagando
apagão!
um corpo no chão.
Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 25/04/2006
Reeditado em 03/08/2006
Código do texto: T144971
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 62 anos
1943 textos (96000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:31)
Jamaveira