Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu?

Eu?
O que sou?
Sou as reticências de Álvaro de Campos
A segunda parte de Almas Mortas
A secreta vontade dos corações humanos
A dobradiça de uma porta
Eu?
O que sou?
Sou uma interrogação no branco
O poema que não quis se revelar a Drummond
Sou Por Quem Os Sinos Dobram
Um rio subterrâneo
Que corre sob a pele de quem sofre
Eu?
O que sou?
Sou o que procuro
O sonho ainda por sonhar
A tristeza ainda por sentir
A ausência a se notar
Uma essência espalhada no ar
Eu?
O que sou?
Sou isto
Isto tão próximo e tão distante
Isto tão forte e tão fraco
Sou essas manchas nos olhos
Essa além-idiossincrasia
Essa agonia da agonia
Eu?
O que sou?
Sou a contradição na igualdade
O Paradoxo do paradoxo,
Estrangeiro a qualquer arte
Abstinência de não sei
Eu?
O que sou?

Arre!

Eu?
O que sou?
?
Sebastião Alves da Silva
Enviado por Sebastião Alves da Silva em 27/04/2006
Reeditado em 27/04/2006
Código do texto: T146005
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Alves da Silva
Imperatriz - Maranhão - Brasil
687 textos (27272 leituras)
2 áudios (87 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:04)
Sebastião Alves da Silva