Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rios de sangue

E a fila cresce, mais e mais das almas maltrapilhas,
buscando Luz poderosa que do ceu cai em migalhas
nutrientes, essenciais à continuidade dessa viagem
infinita, mas nem todas desfrutam a mesma miragem!

Hà risos desenfreados e tambèm meditaçao contrita,
de viajantes sem rumo, aventureiros surpreendidos,
que se avolumam como rios ao mar que arrebata,
emaranhando indiscriminadamente os desvalidos !

Rios de sangue e pedras, cristas e quedas abruptas,
esticados espelhos ou com crespas cabeleiras altas,
chegados dos jardins da doce quietude magnânima,
impregnando o tumulto com a  paz de seu carisma!

Das veias do mundo antigo que futurece seus filhos
verteremos riachos singelos a dominar secretas ilhas,
que se esticam e retesam seus bicos entre mar e cèu,
parecendo o desafio natural a nos tecer com seu véu!

Mares transbordantes, em tantas avenidas salgadas,
mais e mais rios doces carecem à formula perfeita ;
quantos mais? todos, criando inundaçoes alagadas,
onde bênçaos  sobrepoem brotos florindo a mata,

Rios vermelhos sangrando, alvos encerrando a paz,
azulando ao tom celeste, ao breu copiando umbais,
nas cores oscilantes conforme o diabo ou o anjo
plante a semente-brinde à Deus num imortal beijo!

Grenoble-Fr-29/04/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 29/04/2006
Código do texto: T147437
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:43)
Inês Marucci