Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ECCE HOMO





Querem-me pertença, prisão,
Renúncia, coisa,
Sustento de fragilidades,
Unguento para futuras saudades,
Algo de mim, que seja outro,
Que não este que vos escreve,
Que chora, grita, revolta,
Propõem, alimenta e diz não,
À alma mais desatenta;
Querem-me sobretudo,
Se digo veludo,
Como se o mundo lá fora,
Fosse só isso,
Um ponto preciso,
Um auto flagelo,
Em nome de uma preponderância
Implícita e irreversível;
Mas não vedes vós que,
Prostituta
Ou
Indigente,
Anjo
Ou
Demónio,
Opinável
Ou
Desaconselhável,
Opróbrio
Ou
Altruísta,
Eu sou muito mais
Do que isso,
Pois que sou todo o mundo
E toda a gente?

Querem-me poeta,
E ainda me trazem uma gaveta?


Jorge Humberto
(15/11/2003)
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 16/05/2006
Código do texto: T157363
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66676 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:35)
Jorge Humberto