Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O tempo a seu tempo

A vida suspira a cada um o carinho silente,
e em cada manhä o murmurio é mais sonoro;
é mais adocicad’pingo d’orvalho derradeiro
que sobe antes que desça o azul, docemente,
ansiand’o sono cosmico de breu que é ouro!

Esbarra na fragrância primaveril que desliza
até’s florestas e mares e ao pé das montanhas
pode-se receber as bençäos em sabor de brisa,
quando no topo dos arvoredos  um rio realiza

um veio, um balsamo de luz que à alma apraz,
ao ver as nuvens gràvidas bebendo suas aguas,
que do cosmos vieram e a ele retornam em paz,
num convivi’amoroso d’equilibrio sem magoas!

Uma voz do meio das ondas rebenta esperança,
concebendo à cada alvorada energia e pujança,
que s'intercala no meio de dulcissimas noites,
cronometradas  guardiäs  dos sonhos ardentes!

Grenoble-FR-17/05/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 17/05/2006
Código do texto: T157582
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 11:02)
Inês Marucci