Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ergue-te

Ergue-te

Repara no sol, como nasce.
Repara naquele pequeno globo

Simples chama laranja, como fruto
Que lenta e pesarosamente cresce
No seio da árvore, firmemente
Cativo da seiva que desta recebe.

Como evolui, colorindo-se
Até completar o ciclo, amadurecido.
Pujante no firmamento, lentamente,
O astro posiciona-se, alcandorado,
Na altivez da sua real presença.

Para deleite dos humanos que sugam
A sua virtude na submissão do olhar.

Também a vida de cada um, pode ser
Um sol radioso, assim se predisponha
A madrugar e preparar a jornada diária

Indiferente a todas as vozes que reparam
Na lenta e calma caminhada rumo ao radioso
Semeando a cada passo da jornada, as flores
Que perfumam o seu destino.

Erga-se o sol de cada um…
Como bandeira
No mastro da sua vida.


© Luís Monteiro da Cunha
Luís Monteiro da Cunha
Enviado por Luís Monteiro da Cunha em 23/05/2006
Código do texto: T161378

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luís Monteiro da Cunha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Monteiro da Cunha
Portugal, 54 anos
36 textos (837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:11)
Luís Monteiro da Cunha