Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Fila

Vamos colocar as camas
de todo mundo sobre a calçada,
uma após a outra, uma sucessão.
Não dariam todas na mesma rua,
consideradas também as dos que já se foram
ocupadas hoje pelos herdeiros, sucessores
ladrões, aproveitadores de plantão.
Dariam a volta ao mundo.
De casal, de solteiro,
de cristal, de açougueiro;
o ano inteiro
as usadas no mosteiro
para fornicação;
descontadas as que apodreceram,
se queimaram, ou derreteram
no incêndio da expiação,
prontas agora pra não estarem molhadas
pelo orvalho da madrugada
ou não irem na enxurrada
da próxima chuva de verão.

Colocadas as camas
de todo mundo sobre a calçada,
vamos saltar sobre elas sorrindo,
correr por cima delas, fugindo
do vento que vem desarrumar nossos cabelos;
pelo menos completar a maratona
milimetricamente aferida
já que, sem termos saída,
não vamos conseguir dar a volta ao mundo.

[Este texto pode ter sido escrito
apenas pra justificar o seu título,
diriam os amigos que não tenho
lá da zona rural.
Só “quero uma casa no campo”
que tenha pelo menos
uma cama de casal].


Rio, 08/01/2005
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 22/06/2006
Reeditado em 28/10/2006
Código do texto: T180039

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:11)