Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Versos soltos

Mal maior é o expurgo dos versos
Na glória do seu exaltar
Acabou sem platéia
Choramingando no abandono
Viu seus pares eclodir
Relia cada estrofe
Versos brancos soltavam-se
Certo que sem rima
Corriam livres e soltos
Não obedecendo à métrica
Tampouco o ritmo...
Não galguei lugar
No meu recanto encolhido
Aplaudindo os amigos
Meus versos rendidos
Chulo e sem abrigo
Partiu para o relento
Soltando na brisa da madrugada
Suas magoas...
A lua com dó
Mandou as estrelas acompanhar cada palavra
No brilho das letras
Vi a natureza aplaudir
Encantados! Meus versos sorriam...


Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 15/07/2006
Reeditado em 03/08/2006
Código do texto: T194915
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 62 anos
1943 textos (95972 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:09)
Jamaveira