Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a terra

um dia a terra evem
i comi isso tudin’
num dianta si o doce
tava tão bão di duê
num dianta si us beiços
tava tão bão di lambê
num dianta si’a orora
era a mió qui si viu
num dianta si a nora
a mais linda neta pariu
num dianta si agora
tu mió vais ficar
num dianta s’antonce
tu vais sabê predoar
nem si agora teu oro
tu vais querê repartir
pois todo o teu tesoro
arguém irá possuí
só meism’ tu’idéia fresquinha
pode inté demorar
de tê que sê apagada
peles ondinhas do mar
esse, sim, o gigante
qui ninguém vai derrotá
meism’ cum muito mais merda
pra mó de a gente cagá
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 20/07/2006
Reeditado em 20/07/2006
Código do texto: T197796

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:54)