Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema Subterrâneo

Poema Subterrâneo

Alma presa
E submissa
A grilhões
De antanho

Nudez da ignorância
Paixão sem amor
Amor sem paixão

O verso é pouco para falar
Desse universo
Seara vasta e dúbia

Se tantas batalhas
Perdidas
Como vencer a guerra?
E as guerras internas?

E a vida?
Esta longa e interminável
Estrada
Ora linear, ora sinuosa

Surpresas e imprevistos
Na caminhada
Rumo ao infinito
Onde o tudo
É o nada...




maria do socorro cardoso xavier
Enviado por maria do socorro cardoso xavier em 24/07/2006
Código do texto: T200859
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria do socorro cardoso xavier
Campina Grande - Paraíba - Brasil
317 textos (22490 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:01)
maria do socorro cardoso xavier