Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONCRETO E ABSTRATO

Precisa de céu
prá ser poeta;
não precisa chão,
coisas concretas.
Que poesia ilude,
poesia transgride;
remexe a alma,
às vêzes agride.
Alvoroça até
a velha calma
ou adormece
quando se acalma.

Então, tantos poetas,
entre blocos, concretos,
perdem-se no abstrato
dos sonhos secretos.

Riva
Enviado por Riva em 01/08/2006
Código do texto: T206866
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Riva
Peruíbe - São Paulo - Brasil
1075 textos (31487 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:42)
Riva