Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

tetas e bucetas

tetas não tocas
tinta não tinge
o leite viscoso
colore a esfinge
chegando na porta
do vale sombrio
o falo esmaltado
escorregadio
a mata fechada
cadela no cio
pincel atolado
no meio do rio
delírio ofegante
desejo escorrendo
na boca nervosa
o bico ardendo
crescendo encarnado
embaixo fudendo
a coisa peluda
vai absorvendo
a preponderância
de uma nação
enquanto na esquina
do espaço vital
não surge a tal
da menstruação
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 04/08/2006
Código do texto: T208759

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144491 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:02)