Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILÊNCIOS DA VIDA


Migram silêncios inquietos
O som do sino da alma
Peregrina viaja pelas varandas
Pelos labirintos da vida
Versejam asas condoreiras
Nas letras minúsculas do poeta
Espelho rimado de ilusões
Paisagens atravessam as frestas
Aparam arestas sob o signo da dor
O tempo transcende o som e o verso
Ecoam as vozes da noite
Galopam frias madrugadas
E sob o olhar perene do fogo
Entre as curvas íngrimes do destino
Contemplamos o silêncio
A solidão dos medos
E o violino de nossos sonhos.


pássaro poeta
Enviado por pássaro poeta em 09/08/2006
Código do texto: T212907

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pássaro poeta
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
534 textos (101557 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:07)
pássaro poeta