Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

é mulher

pode ser venenosa
como a cobra
(veneno que às vezes faz bem)
porém também tão sutil
como a borboleta
pousa e vai
sai e vem
dona da  vida do mundo
quanto às pessoas que existem
se o sêmen é masculino...?
punheta não gera ninguém
dona de todos os sentidos
dona da fragilidade
que encanta a brutalidade
que por isso mesmo a afronta
mas poucas vezes desmonta

quem com os cabelos mais longos?
quem com os seios mais seios?
já nem sei mais o que sei(o)
cadê os meus galanteios?
quem com a voz feminina?
quem é que segura o bebê
como ninguém vai fazer?
quem briga muito e atira
pra longe a bala da ira
se ela for a atingida?
quem com a beleza nativa
que colore o sertão
por onde anda o cangaceiro?
quem com esse jeito maneiro
de nos dizer sempre não
quando o que esconde é o sim?

quem é que judia de mim
enquanto a noite não vem?

quem é que só anda de trem
pra ver se ele não vai chegar?
quem é que só quer o lugar
que dizem que ela não tem?
quem é que vai no mês que vem
a casa toda enfeitar
só pra poder namorar
o namorado que tem?
quem é?
quem é que é?
quem?
e você? sou eu?
ou a exuberância do bem?
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 20/08/2006
Código do texto: T220972

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:39)