Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre o tentamos dizer

Sobre o que tentamos dizer...


É lamentável...
que o tempo não me entenda...
são tantas afinidades que...dói.

Dói quando faz frio ou quando ele esquenta.
Mas o que mais dói é a beleza do seu entardecer...
A fusão de suas cores... vitrais...
Tão exposto e inabalável.
A sua liberdade é realmente a coisa mais frágil a perder.
De você sei Tudo
                    Nada.

Apenas um travessão – das coisas que
sei – E o que sobra, não sei.

Uma canção fresca
Sobre o tempo,
sobre ele...
sob ele...
sim... é somente ele...

                                   Que apazigua meu sono.

O vento quis me dizer algo
Mas preferi ir de encontro a outras correntes...
Por que o tempo dói!
E descobri-lo é descolorir as rosas da primavera.
                                   Injusto!
Não seria tão vil...

Prefiro ir...Não fugir.
Já tirei as máscaras,
queimei meu armário de ingratidão
e joguei fora às inexatidões paradoxais.

Restou o silêncio.
O mesmo silencio de outras emoções
E canções frescas feitas de madrugada...

Restou o meu silêncio.

O mesmo silencio de outras emoções
E canções frescas feitas de madrugada...

Andreia Batista
Enviado por Andreia Batista em 11/09/2006
Código do texto: T237819
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andreia Batista
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
23 textos (535 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:13)
Andreia Batista