Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A viaje da praia.



Mar de veias na  lua
Traçadas na réstia do dia
Vendo o azul negro chegar...

Por trás do horizonte desconhecido
A força de toda a natureza
Reclama as palavras de um poeta.

Cor das cordilheiras geladas
No infinito espaço celeste
O reflexo das estrelas
Pontuam essa noite criada
Onde o interprete da lua
Busca a face louca da quimera.

O tempo é quase sobrenatural
Vai se distanciando através da imagem
Nada se compara noturno
É sagrado o zelar do peito
Amado por estar fascinado
Ainda que de longe
O coração esta
Completamente arrebatado.

A fase passa
Acostumado às verses do sonho
Busca o olhar ainda de madrugada
O tempo realmente passou
E aconteceu que hipnotizado
O poeta ainda continua
Na praia.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 01/10/2006
Código do texto: T253618
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26287 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:17)
Condor Azul