Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMPANHEIRA SOLIDÃO II

Solidão amiga,
dai me o conforto e a paz
Mas, também a consciência.
Para recriar a minha vida.

Solidão querida,
beija-me carinhosamente
com o batom da sabedoria
e dê me luz nas noites escuras.

Solidão irmã,
não revele meus desejos;
minhas tristezas e fraquezas.
Mas, dê me apenas teu beijo.

Solidão amante!
Quem és tu mulher possessiva?
Que só permite um passeio
onde eu possa te levar!

Solidão companheira,
aqui estou a seu dispor:
escravo de suas decisões.
Não me maltrate.
Apenas me trate
com amor.
Quem sabe assim,
eu possa compreendê-la
Em mim.
Julimar Antônio Vianna
Enviado por Julimar Antônio Vianna em 05/11/2006
Reeditado em 30/07/2008
Código do texto: T282616
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julimar Antônio Vianna
Caratinga - Minas Gerais - Brasil
138 textos (10864 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:42)
Julimar Antônio Vianna