Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

estrada comprida & o susto & o sopapo

estrada comprida

peguei a estrada – era longe –
pra dizer um poema
mas esqueci de por gasolina
cheguei atrasado
não disse o poema
teria valido a pena?
alguém disse que sim
era melhor acreditar

o susto

às vezes é bom passar fome
não se passa mal à noite
acorda-se melhor no dia seguinte
coisas práticas e úteis
que dependem de um autocontrole
muito forte
dá tempo de se olhar para o NOrte
e ver que o SUsto passou

o sopapo

escrever com o que está na periferia da pele
não com o que vem lá de dentro
mas com o que ficou aqui fora
muito embora a gente fique sabendo
que nada está separado
tudo foi empacotado
pelo sopapo da força do mundo...


Rio, 03/06/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 17/11/2006
Código do texto: T293513

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:17)