Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Procurando As Sendas Da Deusa Luz

Entre as minhas lágrimas frondosas
Que mesmo os risos maiores
Não podem apagar com seus
Vibrantes espaçamentos pelos
Vales Da Deusa Felicidade,
Entre todas as lágrimas vertidas
Por mim nas horas noturnas
Entre as multidões dos lobos famintos
A me perseguirem,
Fico a erguer oração humilde
À Deusa Luz,
Esta que conduziu
O Formar Das Esferas,
O Formar Dos Mundos,
O Formar Dos Seres,
Seres que perdidos hoje são
Pelos Mundos,
Pelas Esferas,
Sem suas Luzes Internas Despertas.
De tanto se ingrato com Ela,
Com a Deusa Luz,
E em meus rompantes blasfemantes
Ter-Lhe negado com dor ódio ignorantes,
Sofro ainda por Ela,
Por Ela,
A Deusa Luz que eu também perdi,
A Deusa Luz que eu busco
Dentro de minhas Luzes
Em minhas Trevas.
Coveiros como eu também beijam
A Face Da Deusa Luz,
Esta Magnífica Senhora Alada,
Senhora Divina Crescente Por Todas
As Altas Alvoradas,
A Mãe Dos Sóis Verdadeiros,
A Mãe Dos Solos Altos,
A Mãe Alva Brilhante
De Todos Os Horizontes.
Coveiros como eu também amam
A Luz,
A sua Luz
Em suas Luzes
Nas Trevas,
Pois sabemos que em nossas covas
Também podem arder
Os Fachos Luzidios Da Verdade Cósmica,
Fachos D'Alma Da Deusa Luz,
Fachos Da Tocha Eterna Da Inapagável
Luz Da Criação,
Fachos Dela,
Senhora Inapagável Eternamente
A Reinar Por Todas As Eras
E Não-Eras.
Repouso em redor Dela todos aqueles
Meus momentos de lágrimas,
Retiro das minhas Faces Luminosas
Que estão abaixo das minhas
Trevas Iluminantes
As Luzes Verdadeiras Do Meu Eu.
Eu choro de alegria ao lado Dela!
Eu choro de amor ao lado Dela!
Eu choro de paz ao lado Dela!
Deusa Luz Luz Luz Luz Luz Luz Luz Luz Luz,
Luz Luz Luz Eterna Eterna Eterna,
Grandiosidade Do Alto,
Grandiosidade De Todas
As Fontes De Poder Do Alto,
Dá-me em horas de lágrimas alegres
Um pouco das Sendas Da Deusa Felicidade!
Dá-me felicidade nessas horas,
Felicidade que não tenho nunca
Perante meus murmúrios
Nas falsas luzes da Terra...
Dá-me felicidade,
Deusa Luz,
Sejas nessas horas a minha Luz
Nas minhas Luzes...
Dá-me felicidade,
Deusa Luz,
Dai-me a felicidade
Que escapa de meu Templo Interior
E foge para os nadas
Que se expressam através de tudo
Em meu exterior...
Dá-me,
Dai-me,
Deusa Luz,
A chance de dizer que pelo menos
Chorando nas horas felizes
Que tenho Contigo
Que eu sou feliz...
Que pelo menos assim,
Chorando feliz Contigo,
Deusa Luz,
Eu seja feliz...







Poema originalmente publicado em 17/11/06 em meu blog Lágrimas Dos Deuses Que Não Somos, localizado no endereço http://ladodequnaso.blogspot.com
Inominável Ser
Enviado por Inominável Ser em 17/11/2006
Código do texto: T294221

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Inominável Ser
São João de Meriti - Rio de Janeiro - Brasil, 40 anos
85 textos (31693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:51)