Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALAVRA II


Às vezes, tão elétrica,
Às vezes possuída de rimas estéticas
Outras, é lixo, no máximo escarro
Para se cuspir na pia.
Às vezes, escorre espessa,
Como sangue a flux:
Hemorragia cálida
Sobre a imaginação alquimista.
Às vezes, nasce abstrata,
E se perde em cores que desconheço.
Às vezes é pássaro que sai da boca.
Às vezes, água que transborda fonemas,
A partir duma poção em movimento
E o pensamento, corre longe
Até perder-se de vista e não voltar jamais.
Delmo Biuford
Enviado por Delmo Biuford em 23/11/2006
Código do texto: T299407
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Delmo Biuford
São Paulo - São Paulo - Brasil
115 textos (3198 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:46)
Delmo Biuford