Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O passarinho e o outono

Cansei de ser primavera, de carregar flores nos braços
De tornar próximas todas as tuas longitudes,
Sim, eu cansei!
Cansei de inventar novas cores e perfumes
E sorrir para ti até quando a dor mais doía.
O tempo me fez confissões, achou melhor que eu me vestisse
De vermelho e exigisse ser outonal
As horas me acariciariam infimamente…
O tempo então Voyer , sem nenhuma ilusão
Veria tuas mãos em meus seios
Meu corpo teu ninho pequeno passarinho de penas vermelhas.
Trago-te ramos, e grãos, não te importes com o mormaço
A suçuarana não te encontrará aqui
Deixarei folhas secas no tapete do chão
Como fetiche, mágica… Como chuva de frutos amadurecidos
Até que chegue o momento de nascerem rosas
E a vermelha aurora dissipe-se lentamente
E chegue a hora de tu ir embora
Hei de sofrer, como sofrem todas as estações
Sentirei-me deserta, sem pasto como sofrem milhões
Ver-te encaminhar-se a direção oposta
Seguindo como um rio, num curso onde não vou vou estar.
Janaina Cruz
Enviado por Janaina Cruz em 11/08/2011
Código do texto: T3153267

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Janaina Cruz
Juazeiro do Norte - Ceará - Brasil
391 textos (19442 leituras)
9 áudios (725 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 20:20)
Janaina Cruz