Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRILOS E VENTOS

GRILOS E VENTOS
MISTURA DE RITMO
DE UMA BATUCADA
OU EMBOSCADA
NA NOITE FRIA
GELADA QUE NEM AS ALMAS
DOS DESAJUSTADOS DO AMOR
SEM CONFLITO E AFETO
OS GRILOS CANTAM
SEM DAR IMPORTÂNCIA AOS SONOS
DOS HOMENS DE BOA VENTURA
ACORDARÃO PARA MAIS UMA LUTA
DA VIDA
GRILOS FALANTES
OUÇAM OS SEGREDOS E ENCANTOS
DAS MADRUGADAS EM SILÊNCIO
DOS INOCENTES
E DOS COERENTES
DA RAZÃO
NÃO EXISTE MAIS LUZ
SÓ DE LAMPIÃO
CANTAM GRILOS ,BERRAM GRILOS
PARA ACORDAR OS SURDOS
MUDOS
INSANOS
CAFAJESTES
HONESTOS
E OS ERNESTOS DA VIDA
PARA DAR ALEGRIA
DE QUEM VIVE
A UM DIA SONHAR
COM UMA MISTURA DE RITMOS
DE UM ROCK DE PINK FLOYD
LED ZEPPELIN
SLADE
NÃO ACORDAM AS CRIANÇAS, GRILOS!
ELES TEM AULA AMANHÃ
BEM CEDINHO
ELES NÃO SOFREM DE INSÔNIA
ELES VIVEM AINDA NA DESCOBERTA
DO INCONSCIENTE
ENCOBERTADOS PELO FRIO
PORQUE OS GRILOS CANTAM OU BERRAM?
IRÃO DESCOBRIR SIM,
UM DIA
OU NUMA MADRUGADA FRIA
Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 18/07/2005
Reeditado em 22/07/2008
Código do texto: T35281
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460195 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:05)
Milton Nunes Fillho