Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sol de Inverno

Um vento frio tocava minha pele
Sol de inverno como gelo ártico
Pássaros cantando uma nota celestial
Acompanhando-me no caminho
Foi um presente de Adonai

De pé na guarita o vigia
Que guarda a linha férrea
Sentia o frio da noite insone
Porteira fechada esperava
Observava o labor em sua face
Eram quase 7:00 da saída
Hora essa a mais querida
Do descanso merecido

Olhares que faziam jus ao tempo
Fitava-me como gelo
Esquivando-me andava
Andante espiava o mundo
Tempo depois percebi
Estava atrasado...!!!

Enivaldo Ramos
Enviado por Enivaldo Ramos em 02/08/2005
Reeditado em 10/10/2005
Código do texto: T39651
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enivaldo Ramos
Mogi das Cruzes - São Paulo - Brasil, 37 anos
15 textos (834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:24)
Enivaldo Ramos