Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Parábola do semeador

Ontem plantei uma flor,
revirei a terra,
afofei, reguei.
Minhas mãos ficaram sujas
de terra da Terra.

Hoje colhi rosas,
vermelhas, brancas,
rosas cor-de-rosa.

Rosas do meu jardim,
mimosas, Rosas.
Difíceis de semear,
difíceis de cultivar.

Machuquei-me, sujei-me,
minhas mãos se feriram
e sangraram.

Mas agora, as rosas,
enfeitam minha sala
num vaso de porcelana sobre a mesa...
Regina Martins Vita
Enviado por Regina Martins Vita em 05/09/2005
Reeditado em 05/09/2005
Código do texto: T47677
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Regina Martins Vita
São Vicente - São Paulo - Brasil, 62 anos
171 textos (4501 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:11)
Regina Martins Vita